Home » Destaque » Minas receberá 30 usinas de energia solar até o fim do ano
Minas receberá 30 usinas de energia solar até o fim do ano

Minas receberá 30 usinas de energia solar até o fim do ano

Plantas fotovoltaicas serão instaladas em 17 cidades, a maioria no Norte de Minas

Minas Gerais vai quase triplicar o número de usinas fotovoltaicas que tem até o final de 2019, alcançando 47 iniciativas do tipo no Estado. O motivo é a chegada de 30 novas unidades trazidas pela empresa especializada Mori, que vão funcionar em 17 cidades espalhadas pelas regiões Norte, Noroeste, e Central. O complexo terá 150 MW de potência, capaz de atender 1,7 milhão de residências, ou uma área duas vezes maior do que Belo Horizonte.

“Excelente notícia para Minas Gerais! A empresa Mori vai investir cerca de R$ 530 milhões na construção de 30 novas usinas de energia solar. A maioria destas plantas fotovoltaicas será construída no nosso Norte de Minas, onde serão gerados 4.000 empregos diretos e indiretos. Desde 2011, trabalho na construção da legislação mineira de incentivo ao setor e, agora, colhemos o resultado, aproveitando a localização privilegiada da nossa ensolarada região”, ressaltou o deputado Gil Pereira, que preside a Comissão das Energias Renováveis da ALMG, ao comemorar o anúncio da empresa.

Lei nº 22.549/17 do deputado Gil Pereira

A Mori vai instalar ainda duas outras usinas em Minas até o primeiro semestre de 2020. A implementação deverá ser oficializada nesta sexta-feira, dia 30/08/19, pela empresa e pelo governador Romeu Zema, em cerimônia na Cidade Administrativa. São mais 30 usinas solares viabilizadas pela Lei nº 22.549/17 do deputado Gil Pereira, que isenta de ICMS plantas fotovoltaicas na faixa de potência até 5 MW.

De acordo com o diretor-presidente da Mori, Bruno Shiraga, o Estado foi escolhido para abrigar o projeto por causa da localização privilegiada dentro do “cinturão solar”, região de grande abundância de radiação no Brasil, com destaque para o Norte de Minas. O foco principal das usinas será atender empresas e indústrias com alto consumo de energia, acima de 500 kWh, mas cinco delas vão atender 15 mil pessoas no Estado. “O cidadão em geral tem pouca flexibilidade para aderir a outras formas de geração de energia, principalmente as mais limpas. Queremos expandir nossa atuação para abraçar essas pessoas”, informou Shiraga.

Continuidade

Em fevereiro, a primeira usina fotovoltaica da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi inaugurada em parceria com a Mori. Shiraga afirma que as novas unidades vêm depois do resultado da primeira colaboração. “Foi uma parceria de sucesso”, conclui Shiraga.

As cidades que vão receber as usinas são:

Bocaiuva
Bonfinópolis
Brasilândia de Minas
Corinto
Francisco Sá
Ibiá
Janaúba
Januária
Lagoa Grande
Lontra
Manga
Mato Verde
Mirabela
Paracatu
Pirapora
Porteirinha
Salinas

 

Com informações de O Tempo – Lucas Negrisoli

28/08/19

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*