Home » Destaque » ENERGIA SOLAR: Minas Gerais recebe investimento de mais R$ 523 milhões, graças à Lei do deputado Gil Pereira
ENERGIA SOLAR: Minas Gerais recebe investimento de mais R$ 523 milhões, graças à Lei do deputado Gil Pereira

ENERGIA SOLAR: Minas Gerais recebe investimento de mais R$ 523 milhões, graças à Lei do deputado Gil Pereira

Empresa Mori implantará 32 novas usinas fotovoltaicas em 17 municípios, a maioria no Norte de Minas

Minas Gerais recebeu mais um investimento em conjunto de usinas solares fotovoltaicas, viabilizado pela Lei de incentivo do deputado Gil Pereira. O anúncio foi feito no dia 30/08/19, na Cidade Administrativa, pelo governador Romeu Zema, ao lado do deputado Gil Pereira e do diretor de Suprimentos da empresa Mori, Bruno Ken Taniwaki Shiraga, que assinou protocolo de intenções com o Governo Estadual.

“Mais um investimento para Minas. São R$ 523 milhões e geração de 110 MW de energia elétrica, graças à Lei do deputado Gil Pereira. Minas gerando cada vez mais energia, com preço competitivo para atrair indústrias e gerar empregos”, afirmou o governador Romeu Zema. Serão implantadas mais 32 novas plantas fotovoltaicas, que funcionarão em 17 cidades, a maioria do Norte de Minas, além das regiões Noroeste e Central.

“Ótima notícia para o nosso Estado. Mais de 30 usinas já estão energizadas, funcionando, com investimento realizado de R$ 1 bilhão. Existem outros 400 pedidos formalizados, plantas a serem conectadas após parecer de acesso junto à Cemig. É o melhor Estado para se investir, especialmente no nosso ensolarado Norte de Minas, graças à Lei nº 22.549/17 de minha autoria, única no país que isenta de ICMS usinas solares até 5 MW”, destacou o deputado Gil Pereira.

Celeridade

“Parabenizo o governador Romeu Zema, que tem assegurado celeridade aos projetos junto à Cemig, onde existiam dificuldades, que estão sendo resolvidas. Graças à sua liderança e ao seu relacionamento junto ao meio empresarial, os investidores estão vindo para Minas. Essa conquista me deixa muito feliz, pois, desde 2011, venho trabalhando na construção da legislação mineira de incentivo ao setor e, agora, colhemos o resultado. O Norte de Minas será o correspondente no Brasil ao Vale do Silício, nos EUA, com o investimento previsto de curto prazo, que supera R$ 20 bilhões, como no caso de Janaúba”, afirmou o deputado Gil Pereira.

De acordo diretor de Suprimentos da empresa Mori, Bruno Shiraga, o Estado foi escolhido para abrigar o projeto por causa da localização privilegiada dentro do “cinturão solar”, região de grande abundância de radiação no Brasil, com destaque para o Norte de Minas. “Aqui também encontramos o ambiente institucional e a legislação adequados ao nosso projeto”.

O foco principal das usinas será atender empresas e indústrias com alto consumo de energia, acima de 500 kWh, mas cinco delas vão atender 15 mil pessoas no Estado.

Em fevereiro, a primeira usina fotovoltaica da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi inaugurada em parceria com a Mori. “Foi uma parceria de sucesso”, concluiu Bruno Shiraga.

As cidades que vão receber as usinas são:

Bocaiuva
Bonfinópolis
Brasilândia de Minas
Corinto
Francisco Sá
Ibiá
Janaúba
Januária
Lagoa Grande
Lontra
Manga
Mato Verde
Mirabela
Paracatu
Pirapora
Porteirinha
Salinas

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*