Home » Destaque » ENERGIA SOLAR: Cemig anuncia investimento de R$ 300 milhões no Norte de Minas
ENERGIA SOLAR: Cemig anuncia investimento de R$ 300 milhões no Norte de Minas

ENERGIA SOLAR: Cemig anuncia investimento de R$ 300 milhões no Norte de Minas

A Cemig anunciou aportes de R$ 300 milhões em geração e distribuição de energia solar no Norte do Estado, durante o debate público realizado nesta terça-feira (25/06/19) pela Comissão das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos da ALMG, presidida pelo deputado Gil Pereira. O presidente da Cemig, Cledorvino Belini, informou que metade desses recursos virão da companhia energética e os outros 50% da iniciativa privada, com a publicação da licitação prevista para o início do mês de julho. O projeto estará sob responsabilidade da subsidiária Cemig – Geração Distribuída (GD). “Até o fim deste ano, queremos atingir a marca de 60 MW na modalidade”, afirmou ele.

Cerca de 400 pessoas ligadas ao setor lotaram o Auditório José Alencar para ouvir os mais de 20 expositores e participar do debate, que tratou do incremento e da regulação da produção das energias renováveis, incluindo a solar fotovoltaica, eólica, de biomassa e biogás.

Ao reconhecer o potencial diferenciado do Norte de Minas para o aproveitamento da energia solar, Cledorvino Belini revelou a meta estabelecida pela Cemig de atingir 1 GW em geração distribuída em curto prazo, significando 5 bilhões de investimentos. “Para isso, estamos realizando parcerias com o setor privado, pois o mercado mostra o seu apetite para esses novos empreendimentos”, afirmou o presidente da estatal mineira.

Recursos federais

O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Reive Barros, informou que Minas Gerais deve receber cerca de 10% dos recursos federais destinados às energias renováveis. A previsão é que até 2027 o governo federal invista cerca de R$ 400 bilhões no setor elétrico, sendo R$ 226 bilhões em geração centralizada, R$ 60 bilhões em geração distribuída e R$ 108 bilhões em transmissão. As renováveis (hídrica, eólica, solar e biomassa) devem receber R$ 120 bilhões, cabendo a Minas em torno de R$ 12 bilhões para esse tipo de energia.

Além de vários parlamentares, o evento contou as seguintes participações: diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira; assessor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Rodrigo Santana; presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool de Minas Gerais, Mário Campos Filho; secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Manoel Vitor de Mendonça Filho; presidente da Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Marcos Aurélio Madureira; analista de Pesquisa Energética e Coordenador dos Estudos de Transmissão da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maxwell Cury Júnior; vice-presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Márcio Danilo Costa; presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Carlos Evangelista; diretora jurídica da ABGD, Marina Meyer; superintendente estadual do Banco do Nordeste (BNB) – Norte de MG e ES, João Nilton Castro Martins; presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), Elbia Silva Gannoum; e vice-presidente de Geração Distribuída da ABSolar, Bárbara Rubim.

Veja repercussão em veículos de comunicação:

O Tempo Rádio Super Notícia Gazeta Norte Mineira Gazeta Norte Mineira

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*