Home » Notícias » Comissão de Minas e Energia de olho no gás natural da bacia do São Francisco
Comissão de Minas e Energia de olho no gás natural da bacia do São Francisco
Observado pelo presidente da Fiemg, Olavo Machado, deputado Gil Pereira reafirma apoio da ALMG ao Projeto Novo Gás Oeste

Comissão de Minas e Energia de olho no gás natural da bacia do São Francisco

Com o objetivo de conhecer detalhes sobre o andamento dos principais projetos para o Estado, parlamentares da Comissão de Minas e Energia da ALMG foram recebidos por dirigentes da Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) durante visita, no último dia 26/03/2015. Ao ser questionado pelo presidente da comissão, deputado Gil Pereira, sobre o atual estágio do projeto de extração de gás natural no Norte de Minas, referente à bacia sedimentar do Rio São Francisco, o presidente da empresa, Eduardo Andrade, confirmou que a iniciativa prossegue.

MATERIA    5

Deputado Gil Pereira cobra extensão de gasoduto da empresa à região de Montes Claros, a partir de Sete Lagoas: Gás Norte

Após leilões de blocos promovidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), 34 poços foram perfurados por empresas vencedoras, 28 deles com indícios de gás natural. “Há dificuldade a ser transposta, por causa da exigência da técnica de extração no sentido horizontal com fraturamento das rochas, ainda sob domínio estrangeiro, além da definição quanto ao licenciamento (estadual ou federal)”, explicou o parlamentar, que acompanha e cobra a implementação do projeto desde 2005.

O deputado Gil Pereira também cobrou a extensão de gasoduto da empresa à região de Montes Claros – o Gás Norte – a partir da infraestrutura de fornecimento já disponível em Sete Lagoas: “Lá temos várias indústrias consumidoras do combustível, como a Alpargatas (fabricante das sandálias Havaianas)”.

Novo Gás Oeste
O deputado Gil Pereira participou no último dia 04/03/2015, ao lado de outros parlamentares, representantes do Governo do Estado e prefeitos, do lançamento do Projeto Novo Gás Oeste – Um novo eixo para o desenvolvimento de Minas, iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

O presidente da entidade empresarial, Olavo Machado Junior, explicou que o objetivo do projeto é apoiar e monitorar a implantação do gasoduto que fará a ligação entre os municípios de Queluzito (Região Central), Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro.
Além de fornecer gás natural à fábrica de amônia da Petrobras, já em construção em Uberaba, o projeto Novo Gás Oeste expandirá a oferta de gás natural também ao Centro-Oeste de Minas e ao Alto Paranaíba, contemplando diretamente 26 municípios (total de 55 na sua área de abrangência).

Gil Pereira, presidente da Comissão de Minas e Energia, reafirmou o apoio e o compromisso da Assembleia Legislativa de Minas Gerais em relação à construção do gasoduto, por meio da comissão: “Além da competitividade econômica do gás natural, vantagens ambientais são marcantes no uso desse combustível, que trará novo impulso ao desenvolvimento”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*